sábado, 5 de Setembro de 2009

O Orvalho Divino

 

Meu Doce Jesus, no seio de tua Mãe,
Tu me apareces, todo radiante de Amor.
O Amor, eis o inefável mistério
Que te exila da Celeste Morada.
Ah deixa que eu me esconda sob o véu
Que te oculta a todo olhar mortal:
Bem junto a Ti, ó Estrela Matinal!
Vou prelibar um gostinho de céu.

No despertar de uma nova aurora,
Quando do sol vêem-se os primeiros raios,
A pequena flor que a desabrochar começa
Espera do alto céu precioso bálsamo.
Este é o momento do salutar orvalho
Que, cheio de doçura em seu frescor,
Faz borbulhar a seiva em cada galho
E nos botões faz entreabrir-se a flor

Tu és, meu bom Jesus, flor primorosa
Que assim contemplo apenas entreaberta
Tu és, Jesus, a cativante rosa,
Rubro botão de graça que desperta!
Os braços puros de tua Mãe querida
São teu berço, trono real!
Teu doce sol é o seio de Maria
E o orvalho é o leite Virginal!...

Meu Bem-amado, irmão querido,
Todo o futuro eu vejo em teu olhar
Pela ânsia de sofre sempre impelido,
Cedo, por mim, Tua Mãe irás deixar.
Mas sobre a cruz, ó flor desabrochada,
Eu reconheço teu perfume matinal
Eu reconheço o orvalho de Maria
Teu sangue divino é o leite virginal.

Esse orvalho se oculta no santuário,
O Anjo do Céu o contempla jubiloso,
Oferecendo a Deus sua sublime oração,
Dizendo, como São João: "Ei-lo"
Sim, ei-lo, o Verbo feito Hóstia,
Sacerdote eterno, cordeiro Sacerdotal,
O Filho de Deus é o Filho de Maria,
O Pão do Anjo é o Leite virginal.

O Serafim se nutre da glória
E perfeito, no Céu, é seu deleite,
Mas eu, pobre criança, no cibório
Vejo só a aparência e a cor do leite.
Mas é o leite que convém à infância
E de Jesus o amor é sem rival.
Ó terno Amor! Insondável Potência,
Minha Hóstia branca é o Leite Virginal

Santa Terezinha

domingo, 30 de Agosto de 2009

Vocação: qual é o caminho certo a seguir?

 

 2 caminhos

Para se cumprir a palavra de Jeremias 1, 5 “Antes que no seio fosses formado, eu já te conhecia; antes de teu nascimento, eu já te havia consagrado, e te havia designado profeta das nações.” Deus nos convida a buscar a docilidade de sua vontade em nossas vidas…

Não se trata apenas de buscar uma tranquilidade em um estado de vida, é muito além disso, precisamos buscar e fazer com que a vontade de nosso coração seja a vontade no coração de Deus.

Precisamos nos indagar sempre no que estamos vivendo e fazendo de nossas vidas… E em vários momentos precisamos:

stop

E perguntar-nos se estamos certos e felizes no que estamos fazendo ou buscando fazer…

Deus nos dá a liberdade! Somos livres!!!

E a partir desse momento que nos descobrimos e encontramos a vocação pela qual fomos criados e chamados, temos a total obrigação, isso mesmo, OBRIGAÇÃO de fazer com que a felicidade não só nossa mas em todos que estão a nossa volta aconteça!

E isso vale para qualquer vocação humana: seja na sua vida profissional, na sua família, no seu casamento, na sua vida consagrada ou no sacerdócio! Precisamos de donas-de-casa que sejam de Deus! Médicos de Deus! E acima de tudo isso Homens e Mulheres de Deus, somos filhos de Deus!

Termino com uma frase do Monsenhor Jonas Abib:

“O Senhor tem uma vocação e uma missão para cada um de nós, como tinha uma vocação e missão para os seus apóstolos.”

todavocacao_12

sexta-feira, 28 de Agosto de 2009

quinta-feira, 23 de Abril de 2009

É possível ainda ser santo nos dias de hoje?

Ainda seria possível um santo de calças jeans???

Ser jovem é muito bom. É nessa fase da vida que nossos sonhos desabrocham, é nessa fase da vida que queremos mudar tudo e todos.
Uma fase de fazer a diferença!
"Deus faz a diferença. Mais ainda: Deus nos faz diferentes, nos faz novos" (Bento XVI).
Unir minha jovialidade à certeza de que Deus está comigo é totalmente possível, Ele não me tira nada, pelo contrário, me dá tudo! Ele se faz meu amigo no presente e tem a minha história na Sua mão: nela segura firmemente o meu passado, com as fontes e os alicerces do meu ser; nela guarda ansiosamente o futuro e me faz vislumbrar a mais bela alvorada de toda a minha vida. É com essa mão forte que conto quando caio e não quero ficar largado no chão. Ele tem a voz que ecoa no silêncio do meu coração me acordando para a vida.
"Quando o jovem não se decide, corre o risco de ficar uma eterna criança!" (Bento XVI).
bento_xvi

Não quero ser criança, quero crescer! Quero me decidir! Hoje me decido a ser santo! Santo de calça jeans.
Tomo a coragem de ter decisões definitivas porque sei que, na verdade, são as únicas que não destroem a minha liberdade, mas criam a justa direção, possibilitando-me seguir em frente e alcançar algo de grande na vida. Algo que me é garantido!
A vida eterna!
Dentre todas as minhas decisões! Encontra-se esta:
Quero ser santo de calça jeans.

''O meu sistema? Simplicíssimo: deixar aos jovens plena liberdade de fazer o que mais lhe agrada. O problema é descobrir neles germes de boa disposição e procurar desenvolve-los''. Dom Bosco

dom_bosco

quarta-feira, 22 de Abril de 2009

Deus, minha vida e minha história só fizeram sentido, quando te conheci!

lulucn2

 

Na correira de nossos dias, não percebemos os pequenos milagres que Deus, em sua infinita bondade nos presenteia…

E quando resolvemos perceber e dar valor a tudo isso damos conta que nossa história tem sentido… Não apenas um sentido lógico ou puramente dito pelas razões humanas, vemos que existe algo muito maior que tudo isso…

Olhemos para o amanhã que a cada dia se inicia… E com o coração e mentes abertas vemos que ele não se repete um dia se quer… Não é óbvio pensar logicamente que tudo se encaixa? O dia com a noite; O sol com a lua; A vida e a morte… Não existe puramente o acaso, Deus não dá oportunidade para que isso exista. Ele sabe de tudo! De tudo mesmo!

Quer saber porque realmente vc existe?

Não caia no raciocínoi lógico-humano, não queira apenas respostas. E se depois de tudo isso ainda queira, pergunte ao Autor Supremo! Ele te dará a resposta! Porque tenha certeza nenhum ser humano veio apenas para passear aqui na terra, até porque o preço por essa viagem foi cara e já foi paga, e eles não devolvem a passagem. Que preço é esse? Morte de Cristo na cruz!

Conseguiu a resposta?

Ainda não? Então continue tentando… Mas não fique aí só tentando encontrá-la e esquencendo de viver…

E sua vida ainda está sem sentido?

Tente conhecer a fundo o autor dela! Pois tenha a certeza de que Ele se deixa e quer sim ser encontrado!

Procure-o, ainda dá tempo!

Valeu amigos! Espero ter ajudado no caminho que estamos seguindo…

uindo…

Não tentei aqui dar as respotas… Mas apenas questionar, fazer pensar nisso tudo!

Bjs! Deus abençoe a cada um!

Luana Oliveira

www.cancaonova.com

segunda-feira, 12 de Janeiro de 2009

"A melhor espera que existe é em Deus!"

Amizade: dom e tarefa
A amizade necessita de constantes cuidados para se perpetuar

A vida é uma realidade que se exerce em meio a constantes tensões.
Existir é estar exposto a acréscimos e podas, é se encontrar com perdas, alegrias, sofrimentos, frustrações... Uma coisa é certa: existir – com qualidade – não é tarefa fácil, pois a vida constantemente exige de nós respostas e posicionamentos diante das dificuldades apresentadas por ela.
Viver é responder, e viver bem significa responder bem, decidindo em tudo pelo “melhor”. Contudo, o peso das respostas exigidas pela vida se torna mais leve quando aprendemos que a existência pode ser partilhada.
Quando um coração descobre em si o dom de acompanhar e de se deixar acompanhar o ser se reveste de um novo sentido e tudo se adorna de um novo sabor. A arte de acompanhar e ser acompanhado tem o poder de tornar importante o que antes nada significava. Quando temos a coragem de partilhar o que somos, incluindo limites e fraquezas, e de atenciosamente acolher o que o outro é, podemos contemplar milagres sendo realizados por meio dessa entrega.
O que, para nós, não tem valor pode edificar alguém, o que outro enfrenta nesse espaço de tempo pode ser a palavra certa que precisamos ouvir; a partilha do que se é – no positivo e negativo – tem a força de realizar profundas transformações.
Quando abandonamos o medo e nos rendemos, abrindo-nos para conhecer e ser conhecidos, podemos descobrir muitos recados de Deus escritos em muitas histórias e corações, que desejam ansiosamente serem declarados a nós. No entanto, é preciso compreender que tais recados existem – e podem estar mais perto do que imaginamos – mas, é necessário que tenhamos disposição para lê-los e absorvê-los em seu pleno significado. Existem inúmeras cartas que o Criador endereçou a cada um de nós. Isso pertence a Ele, é dom que parte do Seu coração. Porém, decifrar esse dom é tarefa eminentemente humana, depende somente de nós.
A amizade é dom de Deus, mas, ela necessita de constantes cuidados humanos para se perpetuar na existência. A amizade tem o poder de tornar a vida mais leve e significativa. Quando se partilha dores e alegrias tudo se investe de uma nova cor.
Uma das definições do conceito de inferno se desvela na solidão: Inferno é o estado no qual o ser se encontra só, impossibilitado de contemplar a face d’Aquele que o ama infinitamente. Tal impossibilidade não se estabelece por insuficiência d’Aquele que ama, mas é fruto da liberdade do ser que optou pela negação desta Presença, decidindo assim pela eterna ausência. Essa definição muito nos ensina quando buscamos percorrer o território da amizade, pois, esta sempre fruto de uma liberdade que descobre o dom da Graça inaugurando possibilidades de interação com um outro ser, e que conscientemente corresponde a Esta, dando passos concretos rumo à partilha e à ação do que é, para assim construir esse relacionamento que recorda o céu, realizando o ofício de dissipar solidões e suscitar alegrias perenes.
Aquele que nos criou deseja que todos os homens se amem, contudo, Ele nos presenteou com um dom chamado liberdade, para que com este optemos pelo que seremos e assim construamos nossa história.
O amor – interação e doação – não é apenas um sentimento, mas uma decisão consciente. Ele é tarefa proposta a nós como condição de possibilidade para nossa plena realização. Na amizade a parte que nos cabe exige de nós sensibilidade e determinação. A qualidade de nossas amizades depende da atenção e dos cuidados que dispensamos a elas. Para que os laços se aprofundem faz-se essencial a disposição para se revelar sem medo e para acolher o outro como este é, sem lhe impor os nossos moldes. Ser amigo é partilhar e aceitar como o outro é, sem querer transformá-lo em nós mesmos. Ele é um outro, e assim precisa ser acolhido. A amizade como tarefa se expressa também na iniciativa. O amor tem sede de ser demonstrado e cultivado; se isso não ocorrer, ele se cansa e vai habitar em outro lugar.
O amor quando é expresso provoca reação, gera um ambiente de amor. Assim a amizade se transforma em um lugar o coração experiencia um pouco de céu, ainda nessa terra.
Que a Graça nos convença a respeito do que de fato cabe a nós nessa vida. E que assim, estabelecendo nossa escala vital de prioridades, consigamos perpetuar o amor em nossos dais, sendo luz e permitindo-nos iluminar pelas fagulhas de Eternidade presentes em cada coração.

Por: Adriano Zandoná da comunidade Canção Nova!!!

Obrigada!